Pesos

olivia_bee_lovers

No seu ombro pesa uma cabeça incômoda. Quem é você a meu lado? Quem é de fato esta cabeça que se apoia sobre mim senão um peso. O peso de um passado talvez? O de uma ideia gasta. Seu corpo se afasta o mais que pode. Cola-se à outra extremidade da cadeira, ora para frente, apoiando-se tão na ponta que quase cai; ora apenas distancia fingindo um comentário com o espectador vizinho. Não quer estar ali. Mas quer. Quer um conforto que não mais existe, de alguém que é apenas uma lembrança, ou que melhor seria desta forma, porque como lembrança não pesa. E a cabeça pesa. Sempre mais do que o ombro está disposto a comportar. A dor já abarca o pescoço. Seus ombros serão largos o suficiente?

Você poderia ser muito mais do que é, caso se livrasse do peso. Não dela, seu idiota. Ela deve ser uma pluma encostada no ombro de quem a queira. Mas o peso que você insiste em carregar pelo que não sente – chamemos de culpa – não vai sumir. Sentir é algo que ninguém, nem você mesmo, pode obrigar.Trai mais do que você é capaz de trair. Não ela! A culpa. Nem me venha com papo de nada está acontecendo.  Aquela cabeça sabe tanto quanto a sua que tudo isso não passa de uma mentira, um fingimento vulgar.

Testar seus limites. É esse o objetivo? Eu já fiz isso. Durou muito. E junto veio uma tristeza tão profunda e negra quanto o silêncio da floresta de Aokigahara. E a crença de que tudo ficará melhor com o seu esforço está tão velha que nem você mais acredita, mas vem um dia e depois outro. Vem um dia difícil; um pior depois. Mesmo assim, você se convence que aquela cabeça no seu ombro pesará menos daqui a algum tempo.

Não vai pesar quando for um gosto ter por perto os cabelos e o cheiro de quem você ama. Sei que você acha que não dá para isso. Que não existe ninguém. Mas um dia vai entender – o dia em que você tiver o ombro livre para perceber.

Sem falar da violência absurda. Eu não a conheço. Posso dizer entretanto e apenas que feliz ela não é. Se fosse, também faria você feliz. Que homem nenhum pode ser infeliz ao lado de uma mulher que esteja feliz. Mulher feliz é tão contagiante que ser infeliz a seu lado não só é um crime, como é também impossível. Se fosse possível, seria inafiançável.

Sabe aquilo que te incomoda? Isso… aquela cabeça de gente no seu ombro: pesada, quente, e de um perfume que agora você rejeita e estranha. Se livre do incômodo. Pare de arrastar o passado, que ninguém se move com um fantasma pendurado no pescoço.

foto de Olivia Bee
música de Florence and the Machine

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s